13 de jun de 2010

ontem,

Tava esperando o dia acabar pra começar um post sobre dia dos namorados. HAHA
meu dia dos namorados foi ótimo, obrigada.
emm casa, gripada e solteira (y)
uhulês, curti muito.

Noite (meio) fria, inspirador.
Então, vamo lá:

Só aquilo que eu vejo em você
Mas que nem sonhaste em saber,
Só aquilo que me fascina
no seu olhar
A forma como sei traduzir
cada palavra
que ainda nem disseste
Nada me impede de sonhar.

Se minhas mãos percorressem alguns quilômetros
eu juro que as faria te abraçar
Se meus pés me levassem à teu encontro
ficaria intacta a te observar
Diria baixo em teus ouvidos
ou talvez não precisasse mover sequer um músculo labial
Quem me dera poder só te escutar
dizendo tudo que eu não precisasse lhe falar

Um dia hei de acordar
talvez sua doce voz me embale no sossego dos meus sonhos
seus braços me acolham
e seus olhos que me fitem
pois nestes eu sei ler
qualquer palavra que desejas esconder

Carolina Rath, inspirada por amores platônicos. só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua poesia,ma sua crítica, parte de você: