29 de jul de 2010

home sweet home

De volta pra casa, aliviada.
Descansando e recompondo as energias, aumentando a saudade.
Saudade dos que foram, e foram tão depressa.
Conformismo, simplesmente.
Lembranças, lágrimas e aquela vontade que eu desejaria não sentir, vontade de reviver tudo de novo, tudo que já passou e que agora resta ser guardado.
Porém queria eu ter vivido de novo, feito tudo mais bem-feito, pensado antes de agir e falar qualquer palavra.
Tivesse menos graça, acho, mas tivesse mais segurança.
Lamento e medo de cair no esquecimento, de não ter tido o mesmo valor, de não ter sido tão importante como foram pra mim.
Vontade de mais abraços, mais risos, mais beijos.
Vontade de mais amor, mais verdade, mais tolerância.
Vontade de menos vontade eu tenho agora.

Carolina Rath.