13 de fev de 2011

Manual

Em primeiro lugar: antes de estabelecer qualquer vínculo que seja com a pessoa que aqui vos escreve, certifique-se de ter lido no mínimo 3 vezes esse manual. 
É importante saber que não sou a pessoa ideal nem pra você, nem pra ninguém. Não sou a melhor companhia, não sei contar piadas, não sei rir de piadas, mas sinceramente sou um tanto sagaz. 
Não dou o devido valor ao que tenho, não gosto de lugares fechados, não choro com filmes de romance. Adoro animais mas não sei cuidar de um. Não sei esconder sentimentos, não sei usar vestidos, odeio ter que me adaptar e não gosto de usar salto alto. Não sei me maquiar nem faço questão de parece simpática, choro de saudades e não vivo sem óculos escuros. A musica me abastece, a injustiça me magoa, o companheirismo me anima, os abraços me acolhem, os beijos me envolvem, a inveja me insulta e a alegria me consome. 
Adoro brincar com massinhas de modelar, faço caretas, amo dançar. Não vou dizer que te amo só por que você disse isso, vou dizer que te amo quando eu realmente amar. 
Não tenho pressa de viver, tenho pressa de ser feliz. Desejo liberdade. Tenho medo de ficar sozinha, tenho medo de escuro, tenho medo de perder quem eu amo. 
Dizer coisas só pra tentar me agradar quase nunca funciona, dizer coisas só pra tentar me irritar funciona na maioria das vezes. Não sei fingir. Fico triste facilmente. Adoro abraços. Adoro sorrisos. 
Adoro comer jujuba, mas não pelo gosto e sim pra ficar desgrudando dos dentes depois. Palmito está na minha lista das 15 maravilhas comestíveis. Não gosto de ganhar flores, gosto de comprá-las. Sou viciada em chocolate e tenho crise de risos. Já achei que estava perdidamente apaixonada, me enganei. Já tentei não me apaixonar, não resisti. 
Odeio sol, tomo um pote de sorvete sozinha, brinco com o recheio do biscoito. Observo estrelas, contemplo a lua, passo o dia jogando videogame, assisto seriados, pinto as unhas de cores estranhas e odeio quando elas quebram. Adoro tênis. Luto. Não digo as coisas só pra te agradar, prefiro me calar. 
Não aceito as coisas calada e tenho um espírito incorruptível! Não pareço influenciável, às vezes sou... Odeio admitir. 
Tenho TPM. 
Existem milhares de coisas que mesmo convivendo comigo 23h do seu dia você nunca saberá e algumas é melhor nem perguntar, talvez você saiba coisas a meu respeito que nem eu mesma sei, talvez eu só esteja fingindo não saber pra ver seu rosto com um sorriso bobo de deboche de mim. Gosto de ver as pessoas felizes. 
Posso parecer complicada, no fundo confesso: não sou

Um comentário:

Deixe aqui a sua poesia,ma sua crítica, parte de você: