24 de mar de 2011

Óculos Escuro

Acessório indispensável no meu cotidiano, devo assumir. 
Funciona como uma máscara quando quero, ou até quando devo, me esconder não só dos vigorosos raios solares, mas também do mundo lá fora. Consigo me refugiar atrás de uma armação posta sobre meu nariz e orelhas que a princípio e para muitos, tem o mero encargo de proteger-nos dos danos que o astro ardente pode nos causar, mas há também quem diga que os olhos são as janelas para a alma e eu às vezes prefiro deixá-las fechadas, só por segurança. É como um refúgio, o que é difícil de assumir, já que sou vista pela grande maioria como arrogante e estúpida, o que pra estes mesmos é sinônimo de insensibilidade, é também o que faz com que não se importem com meus melindres, e eu na verdade, prefiro que nem o faça! 
De qualquer forma, é indescritível a sensação de poder observar com absoluta discrição todos os transeuntes e formular estórias e comentários cômicos em cerca de minutos no vazio da imaginação. Bem, e o que torna tudo mais engraçado é o fato de as pessoas acharem que, por estar coberta por lentes escuras, não as consigo enxergar com os olhos me fitando incessantemente de cima abaixo, fazendo sobre mim uma crítica com certeza tão engraçada quanto a que eu faço dela.
São inúmeros modelos, diversas cores, vários tamanhos, aspectos não muito importantes mas que me divirto escolhendo de acordo com meu humor. Me sinto nua quando não estou acompanhada do meu fiel escudeiro, me sinto vulnerável aos olhares perversos e cheios de pré-conceitos refletidos em minha direção, mas quando ponho uma de minhas "máscaras" de certa forma me protejo e é engraçado ver na feição de cada um não o pré-conceito, mas sim uma dúvida engraçada do que está por trás do meu escudo.
Minha intenção não é esconder-me por trás de grandes armações, é interpretar meu humor junto a um grande amigo inanimado, às vezes elevar minha auto-estima "naqueles" dias ou simplesmente rir dos mortais que encontro no caminho de casa quando me visto de algo mais... Ousado.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua poesia,ma sua crítica, parte de você: