27 de dez de 2012

Lancinho

Aconteceu tão rápido quanto o frescor de uma brisa. Seu olhar fugaz. Suas palavras possuem um timbre que eu ainda não conhecia, mesmo assim, não tive dificuldade em identificá-lo e assim foi fácil fazer com que eu dançasse conforme a sua música. Meu coração passou a bater em um compasso diferente, frenético. Meus lábios, secos, ficaram difíceis de conter. Minhas pernas chacoalhando mesmo sem escutar um som qualquer e assim, dessa forma, mesmo que efêmera, o meu corpo procura o seu. Meus ouvidos em busca da sua voz, meus dedos em busca de seus cabelos, a minha cintura desesperada em busca de suas mãos. Só um toque seu é necessário pra me fazer transcender, levitar. 
Ao fechar os olhos eu consigo sentir o cheiro do seu quarto, da sua cama, das suas roupas e da sua bagunça, esta que você insiste em considerar organizada. Quando eu fecho os olhos eu posso ouvir o seu riso, os seus elogios e os seus sussurros. Quando fecho os olhos, me entristeço por sentir que você irá partir de forma tão rápida e sutil quanto a forma que chegou. 

Um comentário:

  1. ao ler, me questionei ....sera que vai ser apenas mais um lancinho?!

    ResponderExcluir

Deixe aqui a sua poesia,ma sua crítica, parte de você: