2 de mar de 2013

Dona


Seu sorriso torto é só meu, princesa.
Seu olhar envergonhado quando faço alguma correção no seu português também, assim como o seu abraço apertado e as coisas que você diz pra me implicar. Sim, é tudo meu, afinal, você é minha. 
Não me importa quantos homens te desejem, eles nunca sentirão o que eu sinto quando te vejo sorrir. Não me importa quantos professores corrijam o seu vocabulário, você não olha pra eles como olha pra mim. Não importa quantas pessoas te abracem, porque aquele abraço é só nosso e também não me importo que você seja chata com todo mundo, eu sei que no final das contas a única pessoa que você quer implicar sou eu.
Mas não preciso que ninguém me diga nada disso, o meu coração conhece a dona.

2 comentários:

Deixe aqui a sua poesia,ma sua crítica, parte de você: