6 de mar de 2013

Hoje todos somos "Chorões"

Acho engraçada a facilidade que temos em desviar as atenções. Uma notícia se torna comoção, que facilmente se transforma em críticas, discussões e até competições. Hoje acordei com a notícia da morte de - na minha opinião - um grande nome do rock brasileiro. A noticia veio em forma de mensagem e a primeira coisa que fiz foi procurar os noticiários da web: decepção confirmada.
Nas redes sociais não fiz mais que "curtir" algumas homenagens e "compartilhar" alguns trechos de músicas, mas muita gente demonstrou grande tristeza e por mim, tudo bem. A questão é que, com tanto estardalhaço na mídia, o foco muda da notícia para a competição entre os que se dizem fãs e os que verdadeiramente são. Isso é o que me chateia mais. Não me importa se verdadeiramente estão comovidos ou não, se escutavam as músicas todos os dias ou se participavam do fã clube. O que importa, pra mim, é que a música perdeu mais um dos seus grandes homens e como diria um desses tantos que já se foram: "os bons morrem jovens".
Suas músicas permanecem, suas frases de efeito e seu estilo de vida não estão sob a lápide, estas são eternas e o nosso "céu azul" ganhou hoje mais um astro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua poesia,ma sua crítica, parte de você: