17 de set de 2013

À espera


Quinta-feira, acordei mais cedo que de costume, culpa da ansiedade, foi ela quem me acordou. Fiquei na cama olhando para o nada e esperei o primeiro raio solar iluminar a cortina. Eu queria fechar os olhos e ao abri-los tê-la ao meu lado, mas ainda foi preciso esperar. A claridade me lembrou que era preciso cumprir a rotina e me apressei pra faculdade. A hora não passava, só me lembro de responder "presente" quando chamaram meu nome e pra ser sincero eu só não estava estava presente naquele momento. Naquela quinta nem almocei, não tive fome, fui pra casa e me ocupei de ficar observando os ponteiros do relógio. Às 17h saí de casa, embora você só fosse chegar às 20. Passei em uma floricultura, quase comprei um buquê, mas desisti. Andei mais alguns passos e entrei no mercado, comprei um CD do Los Hermanos, escrevi uma carta, guardei-a dentro dele e completei o presente com uma caixa de bombom e uma garrafa de vinho, que eu odeio, mas pra beber com você, tudo bem... De qualquer forma, aquilo com certeza era melhor que um buquê de flores. Fui para o aeroporto e por mais algum tempo apreciei o relógio, só que dessa vez um pouco mais patético por estar tremendo de ansiedade enquanto segurava uma sacola do Pão de Açúcar. Quando o relógio marcou um minuto após as 20 horas eu não conseguia esconder o ódio pelo atraso do vôo. Ódio esse que logo foi substituído por um desespero de tanta felicidade ao ver seu sorriso torto atravessando o portão. Esperei tanto tempo por aquele abraço de urso que só sei dar em você, acho que te abracei durante umas duas horas e não foi o suficiente. Eu me orgulhava imensamente em desfilar de mãos dadas com você pelo aeroporto. Eu havia feito um cronograma para os dias seguintes, sonhei durante semanas em te apresentar a todos os pontos turístico, sonhei com almoços no parque e fins de tarde no cinema, cada passo nosso eu idealizei. Fui surpreendida. Nada foi como eu imaginei, tudo aconteceu a sua maneira e devo dizer: da melhor maneira possível. É incrível como você consegue superar todas as minhas espectativas e fazer com que o ano valha a pena por uma simples semana.