1 de set de 2014

Tic Tac

"O tempo cura tudo": mentira! Digo isso com propriedade porque o que cura meu choro em dia de TPM é chocolate; o que cura meu cansaço é a minha cama cheia de travesseiros e almofadas; o que cura meu tédio é uma tarde fazendo brigadeiro, conversando com os amigos, assistindo a um filme ou fazendo um picnik no parque; minhas espinhas, o que as cura é meu sabonete anti-acne; já as minhas dores são curadas pela minha bolsa térmica e às vezes um analgésico. 
Minha cara emburrada tem cura com abraço; meu desespero econômico com o recebimento do salário; minha desilusão em relação a vida se cura com um filme água com açúcar acompanhado de pipoca com muita manteiga; minha gordurinha localizada só acha a cura na academia... 
Filosofia de vida estranha essa dizer que a cura está na inércia. Esperar não cura nada, agir sim. Novos erros podem vir a ser cometidos e podem também servir para curar os antigos. Cruzar os braços em frente ao relógio de parede não cura nada além de queijo, mas correr com relógio de pulso e só checá-lo de vez em quando te faz no minimo mudar de lugar, o que já é sensacional. Sem fontar a paisagem que inspira, a respiração ofegante que nos faz ter certeza da vida e as pessoas em quem nos esbarramos ao longo do caminho. Viver não é esperar.